Conheça detalhes do 1º CD de Kau Mascarenhas
 
EXEMPLO DE SUCESSO

BOB HOPPER / Campeão de Natação nos anos 60 - Ohio, EUA

 

Podemos mentalizar e ver acontecer. Na prática o que funciona é "Crer pra Ver", muito embora tantos prefiram o contrário.

Existe na vida um fenômeno que chamamos "profecia auto-realizada"; trata-se de uma crença, ou um conjunto de crenças, que mesmo não sendo verdade influencia no comportamento e na atitude mental de alguém.

Assim sendo, o mundo do pensamento e da ação se interpenetram e a coisa acontece.

Exemplos: Se um empresário acha que o mercado tal está saudável (mesmo que não esteja) , investe nele e isso aumenta a confiança de outras pessoas e logo o mercado acaba se tornando saudável.

Nos esportes isso também se dá. Observa-se que uma grande diferença entre quem ganha e quem perde é que os vancedores se vêem ganhando, enquanto os perdedores sempre arranjam um motivo ou uma desculpa para perder.

******************************************************

Vamos ao exemplo de Bob Hopper. Leia o depoimento que escreveu sobre seu próprio sucesso:

"Primeiro: desenvolvi bem todos os estilos. Segundo: treino com afinco, sempre cumprindo as distâncias programadas para cada dia. Terceiro: me cuido muito bem e me alimento corretamente.

Mas, em geral, meus concorrentes principais também fazem isso tudo. Portanto, a diferença fundamental entre ‘ser bom’ e ‘ganhar’ é a minha preparação mental antes de cada competição.

 

Nos dias que precedem a prova, eu passo um filme na minha cabeça e me vejo entrando no estádio. Três mil pessoas me aplaudem nas arquibancadas e os refletores iluminam a água. Me vejo indo até a baliza e posicionado, com meus concorrentes lado a lado.

Ouço a pistola disparar e posso me ver mergulhando na piscina e dando a primeira braçada de borboleta. Tenho a sensação de avançar, dou outra braçada e mais outra.

Chegando à borda, viro, volto nadando de costas e me vejo já em pequena vantagem.

Vou ganhando distância com a puxada embaixo d’água. Depois, passo para o nado de peito. Esse é o meu melhor estilo e nele é que a vantagem aumenta. Finalmente, faço a chegada no crawl. E me vejo ganhando!

Passo esse filme na cabeça umas trinta ou quarenta vezes antes de cada competição. Quando chega a hora de nadar, eu vou e ganho."

 

(Kau Mascarenhas)