Conheça detalhes do 1º CD de Kau Mascarenhas
 
Entrevista: Nova Tecnologia do Crescimento e Sucesso para a Educação

O consultor Kau Mascarenhas fala para Tema Livre sobre Programação Neurolinguística, seu uso nas mais diversas áreas, aplicabilidade em todas as idades e sucesso para educação:

(Kau Mascarenhas)

Tema Livre – Gostaríamos de saber o que é essa nova tecnologia do pensamento conhecida como Programação Neurolinguística. Como é definida a PNL e como surgiu?

Kau Mascarenhas – A PNL – Programação Neurolinguística – é definida por alguns especialistas em Desenvolvimento Humano como a "Nova Tecnologia de Sucesso". É uma nova forma de entender a mente humana e este fascinante equipamento chamado cérebro. Surgiu nos anos 70 a partir dos trabalhos de dois americanos: Richard Bandler, terapeuta gestáltico e especialista na ciência nascente chamada informática e John Grinder, PhD em lingüística e especialista em Comportamento Humano e Comunicação, que já havia inclusive desenvolvido trabalhos para o Serviço Secreto Americano. Esses dois pesquisadores resolveram juntar seus esforços para descobrir mais sobre o que levava as pessoas a obterem sucesso em suas diferentes áreas de atuação, e assim teriam como perceber qual a estrutura da excelência humana. Daí nasceu a Programação Neurolingüística. A PNL pode Ter seus conceitos e técnicas empregados para os mais diversos fins.

TL – Então qualquer pessoa pode fazer uso da PNL ?


KM – Perfeitamente. Há alguns anos, só uns poucos privilegiados a conheciam, mas hoje é uma disciplina acessível a várias pessoas, de todas as idades e das mais diversas áreas. Há padrões de PNL úteis para os profissionais de Vendas, Educação, Saúde, Terapia e para todos os que precisam lidar com pessoas. É também muito útil para o processo de autoconhecimento, auxiliando sobretudo a alcançar motivação para alcançar objetivos.

TL – Pessoas mais jovens tem mais facilidades em aprender conceitos?


KM – É interessante observar que a PNL se mostra de uma forma bastante simples. Eu diria que é uma maneira simples de se entender a complexidade da vida humana. Qualquer pessoa pode aprender a aplicar seu cabedal de "ferramentas" e assim chegar mais facilmente a resultados. A partir de como esteja sendo ensinada, a PNL pode ser compreendida com facilidade por pessoas em qualquer faixa etária. Quando desenvolvo trabalhos em escolas, por exemplo, aplico técnicas de PNL com alunos, professores e até com os pais.Com os alunos, desenvolvo atividades práticas que proporcionam maior controle emocional e melhor utilização do potencial mental. As crianças e adolescentes aprendem PNL de forma lúdica, e através de relaxamentos, visualizações criativas e outras técnicas. Se aprendermos Matemática, Ciências, História e tantas outras coisas na escola, por que não aprender também a usar o maravilhoso equipamento que recebemos da natureza chamada cérebro?

TL – Como a PNL pode estar ajudando estudantes, professores e pais?

 

KM – Para os educandos, desenvolvendo habilidades novas que repercutem em maior concentração, poder de assimilação e memorização. Pode ajudar no desenvolvimento da criatividade e também em mudanças de comportamento, principalmente no que diz respeito ao relacionamento interpessoal. É um disparador do respeito ao "mundo do outro", e assim proporciona comunicações mais harmoniosas.

Para educadores, a PNL pode disparar importantes mudanças no processo expressivo. Muitas vezes não há "problemas de aprendizagem", e sim de "ensinagem". O professor pode, a partir do conhecimento dessas novas técnicas e conceitos, tornar-se mais próximo e, assim sendo, mais eficaz.

Aos pais, a PNL traz maior capacidade de compreender o ser humano que está sob sua responsabilidade. Possibilita melhorias significativas na relação pais e filhos a partir da visão de que é possível ter autoridade sem ter autoritarismo, dar carinho e amor dando também limites e impulsionar crescimento respeitando o ritmo pessoal da criança. Para todos, indistintamente, intensifica o autoconhecimento e a auto estima. Este é um dos pontos que mais sou solicitado a falar na contribuição que dou ao programa de TV Denny Finggergut, da Record, todas as segundas feiras às 11:30h.

TL – A PNL pode ensinar qualquer talento como a genialidade matemática, a interpretação da leitura ou os procedimentos didáticos?

KM – A PNL é o estudo da estrutura da experiência subjetiva do ser humano. Numa linguagem mais simplificada, diríamos que por trás de qualquer talento, pensamento ou memória – que são considerados experiências subjetivas – existe uma estrutura, uma estratégia. Uma vez identificada essa estratégia, ela pode ser ensinada. Isso é o que chamamos de "modelagem". A partir do conhecimento de como funciona a mente daquelas pessoas que atingem excelência em suas áreas de atuação, é possível alcançar resultados semelhantes com facilidade. Como organizam as memórias, de que forma os fatos são por elas percebidos e arquivados, como se automotivam, de que maneira se expressam e como se comunicam internamente. Seguindo os pontos que levam os "excelentes" a alcançarem seus resultados, é possível tornar o sucesso algo mais comum. E a idéia de sucesso é algo absolutamente pessoal. Para uns será emagrecer 10 quilos, para outros será ficar livre de uma enxaqueca. Para alguém, sucesso pode ser melhorar a comunicação com o cônjuge, para outro será comprar um carro importado, ou ser promovido, ou criar uma obra assistencial ... Para um adolescente, sucesso pode ser passar no Vestibular...

Cada um tem a sua própria idéia de sucesso e a PNL pode ajudar em cada uma delas. Tenho ministrado cursos e seminários para diversas empresas e alguns eventos são dirigidos ao grande público, como o Curso Básico de PNL que está em seu terceiro ano aqui na cidade de salvador, e nesse tempo venho percebendo o quanto é maravilhosamente diversificada a forma como as pessoas entendem a palavra sucesso.

PNL é uma tecnologia que vem ajudando pessoas e organizações de todo o mundo a encontrarem maior Qualidade de Vida.

No entanto, como toda técnica, a PNL é inocente.

Um automóvel é bom ou ruim ? Eu diria que nem uma coisa nem outra; ele é inocente. O aspecto ético vem do seu usuário.

A PNL confere ao seu usuário um maior poder de compreensão das estratégias mentais, uma maior habilidade na comunicação e persuasão. Isso tudo é poder. E é uma grande responsabilidade receber esse poder, para não confundir "influenciação" com manipulação. Em educação, por exemplo, a PNL orienta a busca de um processo que privilegie a exteriorização do potencial do educando e o ajuda a descobrir suas próprias respostas.

Para a PNL todas as pessoas já possuem todos os recursos dentro de si.

Cabe, por exemplo, ao educador a grande missão de ser um estímulo ao despertar desses recursos nos educandos.


(Kau Mascarenhas)